NOTÍCIAS
Página incial > Notícias > Seminário da SBAFS discute políticas do Ministério da Saúde em atividade física
22/08/2018

Seminário da SBAFS discute políticas do Ministério da Saúde em atividade física

Imagem

 

Estão abertas as inscrições para o seminário online da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde, que ocorre no próximo dia 27 de agosto, segunda-feira, às 19h30.

Nesta edição, Deborah Malta, ex-diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde, do Ministério da Saúde, apresenta a palestra “De onde viemos e para onde vamos? A contribuição do Ministério da Saúde na última década para promoção de atividade física no Brasil”.  

As inscrições podem ser realizadas neste link. Ao todo, serão disponibilizadas cem vagas. Até o dia 22 de agosto, as inscrições são reservadas apenas para sócios da SBAFS com anuidade em dia. A partir desta data, as inscrições abrem para o público em geral, caso ainda haja vagas disponíveis até completar o total de cem inscritos.

Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas, Deborah Carvalho Malta esteve doze anos há frente da direção do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde, do Ministério da Saúde, órgão pelo qual coordenou inquéritos nacionais como a Pesquisa Nacional de Saúde dos Escolares – a PeNSE, nos anos de 2009, 2012, 2015 - a Vigilância de Fatores de Risco por Inquéritos Telefônicos – Vigitel,  entre 2006 a 2015 – e a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), Vigilância de Acidentes e Violências (VIVA).

A pesquisadora compõe o Grupo de Trabalho da Organização Mundial de Saúde sobre apoio aos Planos de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis e o comitê científico do Global Burden of Disease (GBD), em Seattle, Estados Unidos, e o Grupo de Pesquisa do GBD Brasil, tendo coordenado o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), do Ministério da Saúde, no Brasil, 2011-2022.

 Em entrevista prévia ao seminário, Deborah responde a três breves questionamentos da SBAFS:

Se você tivesse o poder para promover mudanças a favor de uma sociedade mais ativa, quais seriam suas primeiras iniciativas?

Garantir orçamento para ações de promoção da saúde, envolver a comunidade nas decisões e definição de prioridades.  Promover políticas públicas saudáveis de forma intersetorial, por exemplo, a) na área urbana, investimento em políticas de mobilidade, como ciclovias, transporte público, b) na saúde, expandir programas comunitários de estímulo à atividade física, como academia da saúde, monitoramento e avaliação de políticas, c) na educação, investimento em melhorias da prática da atividade física na escola, bem como  na formação e educação permanente sobre benefícios de vida saudável e ativa.

Como você acha que a SBAFS poderia contribuir da melhor maneira para fomentar iniciativas de promoção da atividade física no Brasil?

A SBAFS pode difundir boas práticas, baseadas em evidências, promover capacitação permanente, publicar artigos que promovam a compreensão da importância da atividade física e saúde, promover seminários sobre o tema, avançar na compreensão da atividade física e saúde, sobretudo na formação dos estudantes de educação física, avançar na parceria com outros setores e sociedades, em especial na saúde coletiva.

Como você insere a prática de atividade física na sua rotina? Qual a sua atividade física favorita?

Faço natação praticamente todos os dias e vou e volto a pé para a universidade, além de fazer pilates duas vezes na semana. Fazer AF regular me traz inúmeros benefícios à saúde. Sinto falta, quando estou em viagem e não consigo manter esta rotina.