NOTÍCIAS
Página incial > Notícias > ‘É importante esclarecer para a população que a atividade física é um direito de todas as pessoas’
23/04/2018

‘É importante esclarecer para a população que a atividade física é um direito de todas as pessoas’

Imagem

Gabriela Callejas, fundadora da ONG Cidade Ativa, fala sobre a relação entre espaços urbanos e estilos de vida mais saudáveis no 2º Seminário Online da SBAFS

Descobrir como transformar espaços urbanos para promover estilos de vida mais saudáveis. E buscar parcerias para tirar as ideias do papel. São aspirações que movem o cotidiano da arquiteta e urbanista Gabriela Callejas, fundadora da ONG Cidade Ativa. A passagem pelo Departamento de Planejamento de Nova York e a aproximação com o conceito de active design a levaram a fundar a organização onde atua, desde 2014, formulando propostas inovadoras para a transformação das cidades.

“Pesquisadores na área de atividade física e saúde costumam afirmar que nosso código postal, as características do lugar onde moramos, provavelmente irão dizer mais de nossa saúde do que nosso código genético”, compartilhou Callejas em sua palestra para a 1ª edição do TEDx Campinas, realizada em março. A afirmativa ilustra a profunda relação entre o desenho dos espaços urbanos e a formação de hábitos e estilos de vida da população. É a infraestrutura da cidade que irá determinar, em grande parte, se o morador poderá escolher a bicicleta ou o transporte público para ir ao trabalho em condições de segurança e bem-estar. E isso se estende às oportunidades de caminhar, praticar esportes, ter acesso a parques e áreas recreativas.

Pensar cidades que possam ajudar (e incentivar) seus moradores a praticar atividades físicas no dia a dia é o eixo central do active design, área de conhecimento a que Callejas se dedicou no curso de Mestrado em Desenho Urbano, na Columbia University, em Nova York. O alvo principal desses estudos é tratar um problema de saúde pública: o fardo global das doenças crônicas não-transmissíveis, derivadas dos altos níveis de inatividade física e obesidade nos centros urbanos.

Na próxima sexta-feira (27), às 17h, Callejas apresenta, ao lado do professor Adriano Akira Hino, o 2º Seminário Online da SBAFS, com reflexões sobre o tema “Ambiente Construído e Atividade Física no Brasil”.  As inscrições são gratuitas e podem ser feitas neste link.

Em entrevista prévia ao seminário, ela respondeu (por e-mail) a três perguntas breves da SBAFS:

Se você tivesse o poder para promover mudanças a favor de uma sociedade mais ativa, quais seriam suas primeiras iniciativas?

Creio que uma sociedade mais ativa dependa de um espaço físico promotor e de pessoas mais engajadas na promoção de atividade física. É importante esclarecer para a população que a atividade física é um direito de todas as pessoas, com possibilidades de prática de forma irrestrita e gratuita. Como primeiras iniciativas, investiria na transformação de ambientes, tornando-os mais propícios para a prática de atividades físicas no deslocamento (caminhada e uso da bicicleta), e ao mesmo tempo, investir na melhoria ao acesso à informação, sobre a importância e como a atividade física pode ser feita no dia-a-dia. 

Como você acha que a SBAFS poderia contribuir da melhor maneira para fomentar iniciativas de promoção da atividade física no Brasil?

Ainda conheço pouco a atuação da SBAFS, mas penso que uma boa contribuição passaria pela maior divulgação das pesquisas produzidas, pelo estabelecimento de parcerias com organizações da sociedade civil e maior atuação em canais de diálogos com as prefeituras, para uma maior influência nas políticas públicas. 

Como você insere a prática de atividade física na sua rotina? Qual a sua atividade física favorita?

Caminhada, sobretudo para acessar o transporte público, no dia-a-dia. Inclusive, estou caminhando neste momento!